As Crônicas de Nárnia: Príncipe Caspian (The Chronicles of Narnia: Prince Caspian) é um filme estadunidense, produzido pela Walden Media e The Walt Disney Pictures e lançado em 2008, baseado no livro Príncipe Caspian, segundo livro da série As Crônicas de Nárnia, de C.S. Lewis. É também o segundo filme da franquia cinematográfica.

O filme é dirigido pelo neozelandês Andrew Adamson, como fez no filme anterior. As filmagens ocorreram na Nova Zelândia mas também ocorreram filmagens na Polônia, na República Checa e na Eslovênia. Sua estréia no Brasil ocorreu em 30 de maio de 2008.

Sinopse

Um ano após os eventos do filme anterior, os irmãos Pevensie: Susana, Pedro, Edmundo e Lúcia são chamados de volta para Nárnia. Para eles passou apenas um ano em nosso mundo, mas em Nárnia passaram-se mais de 1300 anos e tudo mudou. Nárnia foi dominada pelos telmarinos, liderados pelo rei Miraz que procura impedir que o herdeiro do trono, príncipe Caspian, de se tornar o seu sucessor. O príncipe então usa a trompa mágica de Susana para invocar a ajuda dos antigos reis e rainhas de Nárnia e assim depois de várias batalhas, seu objetivo era devolver aos antigos habitantes de Nárnia o país que fora tomado pelos telmarinos.

Elenco

  • William Moseley – Pedro Pevensie
  • Anna Popplewell – Susana Pevensie
  • Skandar Keynes – Edmundo Pevensie
  • Georgie Henley – Lúcia Pevensie
  • Ben Barnes – Príncipe Caspian
  • Eddie Izzard – Ripchip
  • Ken Stott – Caça-Trufas
  • Peter Dinklage – Trumpkin
  • Warwick Davis – Nikabrik
  • Vincent Grass – Doutor Cornelius
  • Sergio Castellitto – Rei Miraz
  • Alicia Borrachero – Rainha Prunaprismia
  • Damián Alcázar – Lorde Sopespian
  • Pierfrancesco Favino – General Glozelle
  • Tilda Swinton – Jadis, a Feiticeira Branca
  • Liam Neeson – Aslam

Curiosidades

  • Ben Barnes estava no teatro, atuando na peça The History Boys, quando recebeu convite para estrelar neste filme;
  • O ator Warwick Davis no papel de Nikabrik já havia interpretado os personagens Ripchip e Plumalume na versão da BBC para A Viagem do Peregrino da Alvorada e A Cadeira de Prata;
  • Durante as filmagens, Georgie Henley no papel de Lúcia perdeu dois dentes-de-leite. A produção precisou dos serviços de um dentista para fabricar uma ponte a fim de cobrir as janelas;
  • Nas cenas em que Georgie Henley tinha que tocar em Aslam, foi usado um boneco com o formato de leão, que depois era removido e substituído pelo animal em CGI;
  • A praia mostrada no filme se chama Cathedral Cove, é um cartão postal da Nova Zelândia;
  • A participação de Jadis (interpretada por Tilda Swinton no primeiro filme) foi completamente por computação gráfica;
  • Tilda Swinton e seu filho fizeram uma participação como centauros figurantes na batalha final do filme;
  • No livro não existe a invasão ao castelo, mas uma fala de Nikabrik deixa implícito que aconteceu uma batalha onde eles perderam muitos de seus homens;
  • No set de filmagem, Caça-Trufas foi interpretado por uma mulher vestida de verde, depois substituída pelo texugo por computação gráfica;
  • A Weta construiu uma miniatura do castelo de Miraz para o filme, a empresa disse que nem para O Senhor dos Anéis ela havia feito uma miniatura tão grande quanto aquela;
  • A cena em que Jadis, a Feiticeira Branca, aparece no filme, não existe originalmente no livro;
  • A floresta do filme é a mesma de Fúria de Titãs;

Para mais informações acesse a página do filme no Internet Movie Database.