Reunimos algumas curiosidades referentes aos bastidores das adaptações cinematográficas de As Crônicas de Nárnia, bastante interessantes e que poucos narnianos conhecem, e tentamos listá-las abaixo.

  • As Crônicas de Nárnia foi o primeiro filme com atores dirigido por Andrew Adamson; antes ele só havia dirigido os filmes de animação Shrek, em 2001, e Shrek 2, em 2004;
  • A personagem Jadis foi oferecida a Michelle Pfeiffer, que não pôde aceitá-la devido a obrigações familiares;
  • Tilda Swinton não havia lido a série antes de atuar no filme;
  • Skandar Keynes foi escolhido para interpretar Edmundo, principalmente por causa dos olhos;
  • Inicialmente seria Brian Cox quem daria voz ao personagem Aslan, porém ele acabou substituído por Liam Neeson;
  • As filmagens foram realizadas na Nova Zelândia;
  • Aslan significa leão, em turco;
  • Jadis significa feiticeira, em persa;
  • Os entalhes do Guarda-Roupa são referentes à passagens do livro O Sobrinho do Mago;
  • No escritório de Digory o porta-fumo do professor é uma maçã de prata, outra referência de O Sobrinho do Mago;
  • O escudo de Pedro tem desenhos de folhas de macieira e maçãs, mais uma referência à macieira que protegia Nárnia em O Sobrinho do Mago;
  • Aslam cresceu 5% depois que ressuscitou na Mesa de Pedra;
  • Ben Barnes estava no teatro, atuando na peça The History Boys, quando recebeu convite para estrelar neste filme;
  • O ator Warwick Davis no papel de Nikabrik já havia interpretado os personagens Ripchip e Plumalume na versão da BBC para A Viagem do Peregrino da Alvorada e A Cadeira de Prata;
  • Durante as filmagens, Georgie Henley no papel de Lúcia perdeu dois dentes-de-leite. A produção precisou dos serviços de um dentista para fabricar uma ponte a fim de cobrir as janelas;
  • Nas cenas em que Georgie Henley tinha que tocar em Aslam, foi usado um boneco com o formato de leão, que depois era removido e substituído pelo animal em CGI;
  • A praia mostrada no filme se chama Cathedral Cove, é um cartão postal da Nova Zelândia;
  • A participação de Jadis (interpretada por Tilda Swinton no primeiro filme) foi completamente por computação gráfica;
  • Tilda Swinton e seu filho fizeram uma participação como centauros figurantes na batalha final do filme;
  • No livro não existe a invasão ao castelo, mas uma fala de Nikabrik deixa implícito que aconteceu uma batalha onde eles perderam muitos de seus homens;
  • No set de filmagem, Caça-Trufas foi interpretado por uma mulher vestida de verde, depois substituída pelo texugo por computação gráfica;
  • A Weta construiu uma miniatura do castelo de Miraz para o filme, a empresa disse que nem para O Senhor dos Anéis ela havia feito uma miniatura tão grande quanto aquela;
  • A cena em que Jadis, a Feiticeira Branca, aparece no filme, não existe originalmente no livro;
  • A floresta do filme é a mesma de Fúria de Titãs;
  • Em o vídeo promocional “Behind the Scenes: The World of Narnia” do filme Príncipe Caspian, em que mostra uma entrevista com a figurinista Isis Mussenden, é possível ver artes conceituais do filme atrás dela;
  • No DVD de Príncipe Caspian é mostrado artes conceituais e pré-visualizações de A Viagem do Peregrino da Alvorada;
  • O belíssimo navio Peregrino da Alvorada, que dá título ao filme, foi efetivamente construído. Ele tem 43 metros de comprimento, pesa 125 toneladas e é desmontável em mais de 60 partes, para que pudesse ser utilizado tanto em locações como em estúdio. Foram usados 2 km lineares de madeira, 400 litros de tinta e 4 km de corda para o cordame;
  • O enteado de C. S. Lewis, escritor da série, é co-produtor dos filmes e aparece em A Viagem do Peregrino da Alvorada como um dos marujos do navio;
  • O planejamento inicial para as gravações era que fossem feitas no Baja Studios, no México, no mesmo tanque que foi gravado o filme Titanic. Devido a alta de violência na região e uma proposta de incentivos fiscais do governo australiano, a equipe optou por transferir-se para o litoral da Austrália;
  • O navio Peregrino da Alvorada não tocou o mar para nenhuma cena. Para imitar o balanço do mar, a produção inventou um mecanismo que mexe o barco como se ele estivesse enfrentando as ondas. Parte das cenas externas foram gravadas em uma praça à beira-mar na cidade de Queensland, Austrália. Os habitantes puderam assistir às gravações ao vivo em uma arquibancada. O restante foi gravado nos tanques gigantes da Warner Roadshow Studios;
  • Diversos acidentes aconteceram durante as gravações. Na cena do duelo de espadas entre Caspian e Edmundo, Ben Barnes feriu o ombro e quase precisou interferir a programação dos sets. Georgie Henley trouxe o maior susto para a equipe por ter desmaiado após a gravação do momento em que o quarto é inundado. Foi preciso trazerem oxigênio para que ela se recuperasse. No hospital foi confirmado que ela não engoliu água, mas desmaiou por exaustão;
  • No final do filme, quando os três garotos já voltaram de Nárnia, a mãe de Eustaquio diz para ele que Jill Pole, a protagonista de A Cadeira de Prata (o quarto livro da série As Crônicas de Nárnia a ser publicado, mas o sexto em ordem cronologica), foi visitá-lo, dando ideia de continuação;